//Peregrinação Diocesana a Fátima: “Chamados a ser uma Igreja em missão”

Peregrinação Diocesana a Fátima: “Chamados a ser uma Igreja em missão”

Abrir as portas a todos os que precisam, que batem, que buscam, que se enganam”
A pouco mais de um mês após a morte de D. Manuel Martins, primeiro da Diocese, o atual Bispo lembrou-o como “dom de Deus ao serviço da família de Deus em Setúbal, e um coração aberto para todos aqueles que não tendo ainda sido tocados pela palavra de Deus, se encontraram através dele com a presença de Deus neste mundo”.

Desta forma, D. José Ornelas apelou a que Setúbal fosse “uma Igreja que abre as portas da misericórdia de Deus e as portas das igrejas, a todos os que precisam, que batem, que buscam, que se enganam”. E acrescentou: “Queremos fazer caminho com aqueles que vão sendo tocados pelo Espírito através também do nosso exemplo e da nossa palavra. Queremos ser menos exclusivistas e mais acolhedores, menos juízes e mais misericordiosos, menos fechados nas nossas certezas pessoais ou de grupo e mais abertos à diversidade dos dons de Deus que constroem a Igreja na sua diversidade”.

O Bispo de Setúbal terminou a homilia referindo que a Diocese tem de ser mais missionária e é chamada a reunir e coordenar essa missão: “Esta é a graça que hoje, de um modo especial, quero pedir a Deus, por intercessão de sua Mãe para a nossa Igreja de Setúbal: que seja mais família, que seja mais Igreja e que seja mais Igreja missionária”.

 

http://diocese-setubal.pt/2017/10/28/peregrinacao-diocesana-a-fatima-homilia-de-d-jose-ornelas/

By | 2017-11-03T15:28:46+00:00 Novembro 3rd, 2017|Artigo|0 Comments