Sendo Dom, é algo muito importante, para ser celebrado. Agradeçamos o Dom da Vida Consagrada e rezemos juntos a oração de Santo Inácio de Loyola.

«Tomai, Senhor, e recebei  toda a minha liberdade,
a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade,
tudo o que tenho e possuo; Vós mo destes; a Vós, Senhor, o restituo.
Tudo é vosso, disponde de tudo, à vossa inteira vontade.
Dai-me o vosso amor e graça, que esta me basta.»

DIA DO CONSAGRADO

Segundo a história do Cristianismo, a Festa da Apresentação de Jesus no Templo, dá-se 40 dias depois do nascimento de Jesus. Esta festa foi relacionada sob o ponto de vista da consagração.

Com o passar do tempo, inspirados pelo mesmo Espírito, religiosos de diversas partes do mundo tiveram a iniciativa de comemorar esta data, colocando, assim, em evidência a consagração na diversidade de carismas.

No ano de 1997, o Santo Padre João Paulo II, oficialmente instituiu o dia 2 de Fevereiro, como o Dia do Consagrado.

«Já faz algumas décadas – Declarou o Pastor da Igreja – que na Igreja a festividade do dia 2 de Fevereiro reúne, quase espontaneamente, numerosos membros de Institutos de Vida Consagrada e de Sociedades de Vida apostólica, ao redor do Papa e dos Pastores Diocesanos, para manifestar em comunhão com o inteiro povo de Deus, o dom e o compromisso do próprio chamado, a variedade dos carismas da vida consagrada e a sua peculiar presença, no âmbito da comunidade dos que creem.

Desejo que essa experiência se estenda a toda a Igreja, de modo a que, a celebração do dia da Vida Consagrada reúna as pessoas consagradas, juntamente com os outros fiéis, para cantar com a Virgem Maria as maravilhas que o Senhor realiza.» (Mensagem de João Paulo II para celebração do primeiro dia da Vida Consagrada, 6 de janeiro de 1997).

A Vida consagrada é uma iniciativa de Deus. O “Sim” dado por cada escolhido é um caminho de renúncia a si mesmo, um convite à vivência dos votos evangélicos.

A Vida Consagrada é um Dom, uma entrega, um serviço.

Sendo Dom, é algo muito importante, para ser celebrado.

Irmã Inês Ramos.