Ao terminar mais uma Semana de Oração pelos Seminários, não posso deixar de dar Graças a Deus pelo tempo que me foi concedido viver no Montijo, e expressar a mais profunda gratidão pela paróquia que me acolheu, onde criei as minhas raízes diocesanas e laços de verdadeira amizade que levo sempre no coração.

Renovo, portanto, o agradecimento àqueles que me deram a mão antes de eu chegar, a todos os que carinhosamente se foram cruzando comigo ao longo desses meses e aos que ainda hoje me acompanham mais de perto.

Dirijo primeiro esta palavra a todos. A minha vocação não se aguentaria se não fosse sustentada por duas coisas:

–  A primeira, o amor que Deus me tem e que sempre se manifesta na Sua Graça e Misericórdia ao longo deste tempo      no Seminário de Almada.

–  A segunda, não menos importante, o amor que tem aos Seus filhos.

Os clamores do Seu povo, que outrora escravo no Egipto esperava a liberação, são hoje as vossas orações. Como antes a Moisés, estas alcançam-me Graças especiais.

 

Por isso não deixeis de pedir ao Senhor da messe, para que vos conceda sacerdotes santos, que muito mereceis; e rogai por mim, para que possa chegar a ser esse canal sacramental para cada um de vós.

 

Rezai também pelos outros onze cá de casa, para que, nas palavras do nosso primeiro bispo, Deus nos guarde, Deus nos multiplique.

Orai igualmente pelos nossos padres formadores, sem os quais não saberíamos o rumo a seguir neste tempo de deserto.

A segunda palavra dirijo aos mais jovens. Não tenhas medo:

–  Vale mesmo a pena seguir Jesus!

Ao ouvires Jesus no teu coração a dizer “se queres ser feliz, deixa tudo o que tens, sai do Montijo e vem comigo para a terra que eu te indicar”, reponde-lhe prontamente. Cá te espero. Faz como Pedro e salta da barca ao ver Jesus ou atravessa o Mediterrâneo como Paulo. Se assusta? Claro que sim.

O sacerdócio é um projeto de amor que Deus quer fazer contigo, que começou antes de nasceres e que não termina com a tua morte, mas estende-se por toda a eternidade. É maior que tu e eu, o resto é peanuts: a tua vocação é do tamanho do infinito!

Seminarista Diogo Machado