No passado dia 1 de fevereiro, pelas 15h (14h, em Portugal), na Cartuxa de Porta Caeli, em Valência, Espanha, o Padre Carlos Rosmaninho tomou o hábito cartusiano, dando assim início ao tempo de noviciado.

Foi uma cerimónia simples. Começou na sua cela com a imposição do hábito por parte do Prior, Padre Luís Maria (também português). Na sala capitular, na presença da comunidade, alguns familiares e amigos, prostrado no chão pediu misericórdia, foi abraçado pelos monges e escutou o Sermão do Prior. Todos o conduziram em procissão à sua Cela onde recebeu o nome novo de monge que escolheu: frei Bruno de Santa Maria da Graça e do Triunfo do seu Coração Imaculado (em alusão ao fundador da ordem, à padroeira da diocese de Setúbal e à Mensagem de Fátima). Seguiu-se o canto de Vésperas na Igreja do mosteiro.

O Pe. Carlos, agora Frei Bruno, terminando o seu tempo sabático (desde que chegou à Cartuxa), ingressa agora nesta ordem monástica eremítica, e assim inicia a etapa do noviciado, com a duração de dois anos. Quando terminar este período, fará os seus primeiros votos religiosos, que serão renovados, até dizer o seu “sim” definitivo na Ordem Cartusiana.