Hoje voltamos a escutar que «Deus amou tanto o mundo…» porque, na festa da Santíssima Trindade, Deus é adorado e amado e servido, porque Deus é Amor. Nele há relações que são de amor, e tudo o que faz, activamente, o faz por Amor. Deus ama. Ama-nos. Esta grande verdade é daquelas que nos transformam que nos fazem melhores. Porque penetram no entendimento, e tornam-se evidentes. E penetram na nossa acção, e a vão aperfeiçoando para uma acção toda de amor. E como mais puro, torna-se maior e mais perfeito.