Na Diocese de Setúbal, a Renúncia Quaresmal reverte, em partes iguais, para duas realidades de carência, de natureza interna e externa.

A Renúncia Quaresmal destina-se, em parte, à supressão das necessidades de pobreza emergente na Diocese, nomeadamente para o apoio às famílias atingidas pela crise da pandemia Covid-19. Será gerida pela Cáritas Diocesana, em articulação com todas as paróquias.

Os restantes 50% reverterão para o apoio da população de Cabo Delgado, na Diocese de Pemba, Moçambique.

Face à situação de confinamento geral e à suspensão das Eucaristias com a presença física de fiéis, as comunidades poderão entregar a sua Renúncia Quaresmal, até ao Domingo de Ramos (28 de março):

  • Por transferência bancária: PT50 0007 0000 0086 2273 9352 3;
  • Com envelope disponível nas Paróquias com igrejas abertas, mesmo que não estejam a decorrer celebrações públicas.

A renúncia é uma prática concreta que a Igreja indica aos fiéis para melhor viver o espírito da Quaresma. Consiste em abdicar de certas coisas legítimas para ajudar a viver o desapego e o desprendimento.

Depois, o valor monetário que resulta das renúncias realizadas, em espírito de oração e conversão, é encaminhado para uma situação de carência socioeconómica.