Celebramos a festa dos santos Apóstolos Pedro e Paulo, louvando a Deus pela sua pregação e pelo seu testemunho.É sobre a fé destes dois Apóstolos que se fundamenta a Igreja de Roma, que desde sempre os venera como padroeiros.

No entanto, é toda a Igreja universal que olha para eles com admiração, considerando-os duas colunas e duas grandes luzes que resplandecem não apenas no céu de Roma, mas também no
coração dos fiéis do Oriente e do Ocidente.

Na narração da missão dos Apóstolos, o Evangelho diz-nos que Jesus os enviou dois a dois. Num certo sentido, também Pedro e Paulo, da Terra Santa, foram enviados até Roma para anunciar o
Evangelho: Eram dois homens muito diferentes um do outro:

Pedro, um «humilde pescador», Paulo, «mestre e doutor»

Mas se aqui em Roma nós conhecemos Jesus, e se a fé cristã constitui uma parte viva e fundamental da riqueza espiritual e da cultura deste território, isto deve-se à intrepidez apostólica destes dois filhos do Próximo Oriente.

Por amor a Cristo, eles deixaram a sua pátria e, desdenhando as dificuldades da longa viagem e dos riscos e das desconfianças que teriam encontrado, chegaram a Roma. Aqui tornaram-se
anunciadores e testemunhas do Evangelho no meio do povo, selando com o martírio a sua missão de fé e caridade.

Hoje Pedro e Paulo voltam idealmente entre nós, repercorrem as ruas desta Cidade e batem à porta das nossas casas, mas sobretudo dos nossos corações.

Querem trazer mais uma vez Jesus, o seu amor misericordioso, a sua consolação e a sua paz. Temos muita necessidade disto!

Acolhamos a sua mensagem!

Valorizemos o seu testemunho!