A comunidade do Divino Espírito Santo, Montijo, lembrou São Pedro, padroeiro dos pescadores e da cidade, na data litúrgica que lhe é dedicada.

Embora impedida de fazer as habituais procissões do mar e noturna, a Paróquia assinalou a Solenidade de São Pedro e São Paulo, com três Eucaristias solenes em honra do padroeiro e uma procissão em automóvel.

“Não podíamos deixar passar, sem manifestar a nossa devoção, como sinal de esperança” refere o jovem Guilherme Costa, da Paróquia do Divino Espírito Santo (Montijo), em nota enviada à Diocese.

“Pela noite, tal como habitual, a imagem de São Pedro saiu da igreja pelas mãos dos nossos pescadores e foi colocada numa carrinha para fazer a visitação pelo Montijo e proceder à bênção com Santo Lenho das embarcações da área piscatória” referiu.

“Com este gesto, relembra-se a todos os montijenses e não só que, como frisava o nosso pároco, Padre João Dias, a cor vermelha daqueles paramentos não estava relacionada com um clube de futebol, mas sim com o sangue derramado dos mártires, em modo especial de São Pedro e São Paulo, cada um anunciando e evangelizando de maneira diferente, mas com a mesma fé que é Cristo Nosso Senhor”, descreveu.

As Festas de São Pedro não “passaram em branco” no Montijo. Como afirma o jovem paroquiano, este ano as celebrações foram vividas de forma diferente, “mas com a mesma fé de que um dia iremos voltar a poder festejar com as grandes celebrações da nossa terra”.

JM

Ver mais |  https://diocese-setubal.pt/2021/07/02/festas-montijo-paroquia-celebrou-sao-pedro/